Saúde e Ciência

Universitários da area de saúde vão reforçar combate a pandemia

Os estudantes devem estar no último ano da graduação

Com informações da Agência Brasil

Para auxiliar no tratamento dos possíveis contaminados pelo coronavírus aqui no Brasil, os alunos dos dois últimos anos do curso de medicina e do último ano de enfermagem, farmácia e fisioterapia poderão fazer estágio em unidades de saúde de todo o país. A permissão é do Ministério da Saúde e será válida enquanto durar a emergência em saúde pública.

Esses estudantes vão atuar em áreas como clínica médica, pediatria, saúde coletiva e apoio às famílias, de acordo com cada curso. A atuação dos alunos será supervisionada por profissionais registrados em seus conselhos. Eles também vão receber orientação de professores da Universidade Aberta do SUS.

O Ministério da Saúde será o responsável por selecionar, capacitar e direcionar os alunos nos locais necessários, após articulação com as secretarias de saúde.

Aqueles que trabalharem no combate à Covid-19 terão a carga horária executada no estágio obrigatório. A atuação desses estudantes será considera de caráter relevante para o país e contará na pontuação para ingresso nos cursos de residência.